Continental GT Convertible

Abre-se o luxo

Apresentação

Por Ricardo Jorge Costa 19-01-2019 09:00

A Bentley apresenta o novo Continental GT Convertible, terceira geração do descapotável do modelo que a marca de luxo britânica define como Gran Tourer.

O novo cabrio mantém fidelidade à capota têxtil com acionamento elétrico do mecanismo que a faz abrir ou fechar em 19 segundos, numa operação que se pode efetuar com o veículo a circular a velocidade de até 50 km/h. O componente recolhe-se em compartimento, atrás dos bancos posteriores.

O construtor da cidade de Crew refere que a nova cobertura do automóvel beneficia, na sua conceção, de um tratamento 'especial' e de materiais 'exclusivos' que contribuem para o isolamento acústico, que fazem o novo Continental GT Convertible 'tão silencioso' como o modelo fechado, Continental GT Coupé, da anterior geração. São sete cores à escolha para a capota, Terceira geração do descapotável britânico tem nova ‘cobertura’, mais moderna e sofisticada, dotação de equipamento de conforto reforçada, construção mais leve e rígida e melhores tecnologias para o dinamismo e o primor do amortecimento. Chega em abril, bem a tempo da primavera que está disponível, pela primeira vez, em tweed (tecido de textura áspera integralmente em lã ou noutro material que é utilizado no vestuário).

O habitáculo do Convertible GT é em quase tudo semelhante ao do Coupé, excetuando o sistema de aquecimento da zona do pescoço dos ocupantes integrado nos encostos dos bancos (reguláveis eletricamente), que foi modernizado para ser mais eficiente e silencioso do que o do modelo antecessor, e ainda redecorado com aplicações cromadas. A este dispositivo de conforto acrescenta-se o do aquecimento do volante, dos bancos e dos apoios de braços.

No resto, a habitabilidade nos lugares posteriores, segundo a Bentley, é idêntica à do Continental GT Coupé e o ambiente a bordo tem idêntico nível superior de luxo. Na tecnologia, destaque para o novo painel de instrumentos totalmente digital, para o Bentley Rotation Display – três mostradores analógicos no tablier para a temperatura exterior, bússola e cronómetro –, e o modernizado sistema de infoentretenimento com um ecrã de 12,3’’ e o revestimento praticamente integral das superfícies plásticas (tablier, consola) que se soma à dos bancos, em couro nobre com costuras contrastantes.

Os reforços estruturais indispensáveis a um descapotável implicam peso adicional, que a Bentley conteve com a utilização de alumínio e aços de muito elevada resistência na plataforma do novo GT Convertible, permitindo-lhe que acuse na balança 2414 kg, menos 20% do que o modelo que substitui e apenas 170 kg mais do que o Coupé. O recurso àqueles materiais possibilita que a rigidez torsional do novo Convertible se superiorize em 5% à do congénere da anterior geração.

O novo Continental GT Convertible recorre à tecnologia de chassis ativo Dynamic Ride, que atua eletronicamente sobre barras anti-aproximação, em ambos os eixos, controlando os movimentos do veículo perante às forças que sobre si são exercidas (em curva, aceleração e travagem), otimizando a estabilidade, o dinamismo e o conforto. As suspensões são de alumínio, têm arquitetura de eixo independente multibraços e amortecimento pneumático e adaptativo (os amortecedores podem conter mais 60% de volume de ar no nível mais suave do que no modelo antecessor). O mecanismo da direção (variável) foi igualmente aprimorado, o mesmo sucedendo ao sistema de travagem, de altas performances.

O novo Continental GT descapotável tem tração integral mais avançada, autorizando a variação mais ampla da distribuição da potência/binário entre os dois eixos do que o anterior dispositivo, que a restringia a 40:60.

O motor é W12 de 6 litros e duplo turbo, a gasolina, debita 635 cv e 900 Nm e está acoplado a uma caixa automática de dupla embraiagem de oito velocidades. Este bloco permite ao Convertible acelerar de 0 a 100 km/h em 3,8 segundos e atingir a velocidade máxima de 333 km/h, mas também consumir e emitir, em média, segundo o novo ciclo WLTP, 12,4 litros/100 km e 317 g/km de CO2. Para maior eficiência no consumo e nas emissões, o motor tecnologia que desliga uma bancada de cilindros (6) e por função velejar, em que se desacopla a transmissão do bloco, reduzindo o atrito da mecânica para o veículo rolar livremente.

Ler Mais

Ficha Técnica

Caracteristicas

BENTLEY CONTINENTAL

GT Convertible

Motor
Arquitetura 12 cilindros em W (TSI)
Capacidade 5950 cc
Alimentação Inj. direta/indir., biturbo, intercooler
Distribuição 4 a.c.c./48 v
Potência 635 cv/6000 rpm
Binário 900 Nm/1350-4500 rpm
Transmissão
Tração Integral
Caixa de velocidades Automática de 8 vel. c/ dup. emb.
Chassis
Suspensão F Ind c/ duplos triângulos
Suspensão T Eixo multibraços
Travões F/T Discos ventilados
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/11,5 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,850/1,954/1,399 m
Distância entre eixos 2,851m
Mala 235 litros
Depósito de combustível 90 litros
Pneus F 265/40 ZR21
Pneus T 305/35 ZR21
Peso 2414 kg
Relação peso/potência 3,8 kg/cv
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 333 km/h
Acel. 0-100 km/h 3,8 s
Consumo médio 14,8 l/100 km
Emissões de CO2 317 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica -
Pintura/Corrosão -
Intervalos entre revisões -
Imposto de circulação (IUC) -

Conte-nos a sua opinião 0

Apresentação