Motor de 2 válvulas, arrefecido por líquido, utiliza tecnologias de baixa fricção e cartografia de injeção otimizada para reduzir consumo e aumentar suavidade Elegância à francesa inspirada no bairro parisiense de Belville Scooter de vocação urbana esgrime trunfos de economia e elegância Vocação e imagem mais jovem na versão RS, em cinza mate, com ecrã negro, jantes, forqueta e cárteres do motor pintados de negro e poisa-pés em alumínio Dois descansos de série e poisa-pés do passageiro perfeitamente integrados na imagem da scooter dão grande contributo para a elegância. Mas, de tão escondido, o descanso lateral revelou acionamento mais complicado Elevado nível de conforto a bordo estende-se ao passageiro, com amplo espaço no banco, excelentes pegas para as mãos e uma boa posição das pernas até às placas rebatíveis que servem de amplos poisa-pés Luzes de presença em LED marcam parte frontal onde está bem patente inspiração estética nos automóveis da marca francesa. Imagem adulta a que se junta elevado conforto a pensar nos muitos automobilistas que continuam a buscar novas soluções de mobilidade urbana Mostrador central do painel permite fácil mudança de vizualização de velocímetro para conta-rotações através de simples pressão de botão ‘Top-case’ montada de série com 37 litros de capacidade é mais-valia em uso citadino e não esconde griffe Peugeot bem patente no farol traseiro Sob o banco existe espaço para um capacete integral e interruptor corta-circuito que funciona como prático e eficaz sistema antirroubo Espaço no avental dianteiro é razoavelmente amplo e tem porta USB para carregar ‘gadgets’, mas podia precaver queda de objetos ao abrir Trem dianteiro é fulcral no comportamento da Belville, da roda de 16 polegadas ao travão de disco e ABS, além da acertada forqueta

Peugeot Belville 125

E a cidade fica mais bonita

Motos- Apresentações

Por Paulo Ribeiro 17-03-2019 13:10

Senhora de gama completa no que às pequenas cilindradas diz respeito, a Peugeot tem na Belville a mais adulta das propostas de roda grande, com as 16 polegadas do aro dianteiro a revelar particular à vontade nas ruas revestidas a paralelo ou com o mais deteriorado asfalto. Da capital francesa à portuguesa, passando por muitas outras cidades onde autoestradas desembocam nos mais intrincados e mal pavimentados centros históricos, de circulação cada vez mais limitada. Habitat de eleição para scooter com ciclística capaz de conjugar na perfeição grande estabilidade, mesmo no limite de velocidade em vias rápidas, com a indispensável agilidade para tricotar o mais caótico trânsito citadino. Onde o guiador estreito faz todo o sentido, depois de um primeiro momento de estranheza, até por amplificar o comportamento extremamente vivo do trem dianteiro, exponenciado a destreza entre carros, autocarros, elétricos, ciclistas e peões. A rigidez que contribui para a precisão em velocidades mais elevadas não desaparece por completo, mas, como num bem conseguido passe de mágica, é perfeitamente dissimulada por amortecimento condizente com o estatuto adulto da Belville. Segurança, acima de tudo, e conforto, mesmo com passageiro a bordo, ajustável de forma fácil através da pré-carga da mola, em modelo cuja placa plana para os pés é significativa mais-valia urbana.

Espaço acrescido e maior facilidade para entrar e sair da moto, facilitando utilização mesmo com as mais femininas saias, e cujo recorte da plataforma garante maior à vontade para apoiar os pés no chão. E sempre com lugar para os condutores mais altos acomodarem as pernas, evitando joelhadas na parte dianteira. Pormenor que garante ainda importante aumento do espaço de carga, facilitando transporte de pastas ou sacos no gancho dianteiro e juntando-se ao local sob o banco – onde cabe um capacete integral – e à grande top-case montada de série nesta versão Allure.

Há ainda um compartimento no avental dianteiro, fechado e com tomada USB, mas cujo formato exige algum cuidado na hora de abrir para evitar a queda de objetos. Sentido prático em modelo de imagem de elegante sobriedade, com reflexos nos comandos que, não sendo os mais modernos em termos de design, revelaram-se muito intuitivos e agradáveis no capítulo ergonómico. Tal como o painel, com todas as informações necessárias e boa legibilidade, sobretudo quando as condições de luz estão longe de ser as mais favoráveis.

Boa vida a bordo, com espaço e prestações suficientes para dois adultos, usufruindo o passageiro de um banco espaçoso e de bom perfil, pegas de mãos facilmente acessíveis e poisa-pés amplos que, uma vez recolhidos e à imagem do que acontece com os dois descansos (lateral e central) não beliscam minimamente a imagem clean da Peugeot.

Aproveite-se o momento para sublinhar a eficiência do motor, oferecedor de bom arranque mas que brilha, sobretudo, nas acelerações nos regimes intermédios. E mesmo com duas pessoas a bordo! Não é das mais rápidas em termos de velocidade de ponta mas, em contrapartida, denota de forma evidente a alma urbana, capaz de ganhar rapidamente aquela velocidade necessária para ultrapassar um autocarro ou esgueirar-se entre os automóveis. Sempre de forma bastante silenciosa e praticamente isenta de vibrações.

Eficácia dinâmica sublinhada pela roda dianteira de 16” – capaz de competir sem preconceitos com rivais estabelecidas da Honda SH à Piaggio Medley ou SYM Symphony – prosseguindo avaliação bastante positiva no capítulo da travagem. Muito eficaz e com boa progressividade, a capacidade de desaceleração é justificada pela montagem de dois discos e sistema de ABS desenvolvido pela Bosch que, apesar de sensores nos dois eixos, atua apenas no trem dianteiro.

Ler Mais

Ficha Técnica

Caracteristicas

PEUGEOT Belville

125

Motor
Capacidade 125 cc
Potência 11,3 cv/8000 rpm
Binário 10,3 Nm/6500 rpm
Transmissão
Tipo Monocilindro, 4 Tempos
Ciclística
Quadro Berço em tubos de aço
Suspensão F Forqueta diam., curso 100 mm
Suspensão T Duplo amortecedor, curso 75 mm. Regulação em pré-carga
Travões F Disco de 260 mm, pinça 2 pistões. ABS
Travões T Disco de 220 mm, pinça de pistão simples. ABS
Dimensões e Capacidades
Altura do assento 790 mm
Depósito de combustível 7,5 litros
Peso 134 kg
Relação peso/potência 11,8 kg/cv
Consumo médio 2,3 l/100km
Preço
Preço 2 999 €

Conte-nos a sua opinião 0

Motos- Apresentações